Cacinpar vai apoiar duplicação da rodovia BR-376 entre Paranavaí e Taquarussu (MS)

A Coordenadoria das Associações Comerciais e Industriais do Noroeste do Paraná (Cacinpar) vai apoiar a mobilização regional em prol da duplicação da BR-376 no trecho entre Paranavaí (PR) e Taquarussu, no Mato Grosso do Sul (MS), que começa a ser conhecida como a Rodovia do Agronegócio.
A obra prevê a construção de uma ponte sobre o Rio Paraná, em Porto São José. Viabilizada esta rodovia, ela vai encurtar em cerca de 150 quilômetros a distância entre Dourados – a segunda maior cidade do Mato Grosso do Sul – e Maringá, em comparação ao projeto atual, via Guaíra.
A decisão foi tomada na noite de terça-feira (06), durante reunião da entidade, realizada em Nova Londrina. A proposta do apoio à mobilização foi apresentada pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap), Maurício Gehlen, que já vem participando das tratativas.
Semana passada, ele integrou a comitiva que foi a Maringá pedir o apoio do prefeito Ulisses Maia para a duplicação. Maia vai apoiar e passa a integrar o grupo de lideranças políticas, empresariais (agrícolas e urbanas), comunitárias e de profissionais de classe, que tem apresentado a reivindicação ao Ministério dos Transportes.
Estudo realizado pela Universidade Estadual do Paraná (Unespar) – Campus de Paranavaí -, aponta que esta duplicação vai promover o desenvolvimento regional e fortalecer a economia do Estado. O escoamento da produção agrícola do Mato Grosso do Sul será realizado por ela direto em direção ao Porto de Paranaguá ou através do Porto Seco, em Maringá.
A partir de agora, a Cacinpar passa a participar da mobilização e também assinará os documentos reivindicatórios.
A Aciap esteve representada na reunião da Cacinpar pelo presidente Maurício Gehlen, o gerente-executivo Carlos Henrique Scarabelli (Kaká) e o presidente do Conselho do Jovem Empresário, Rubens Celestino Vila Júnior, o Xuxa.